quinta-feira, 25 de junho de 2020

Brasil chega a 54,9 mil mortes por Covid-19, com mais de 1,2 milhão de infectados

NOVO CORONAVÍRUS - SES
O Brasil registrou 39.483 novos casos da Covid-19 e isso aumentou para 1,2 milhão a quantidade de pessoas contaminadas. Dessas 54.971 morreram, sendo 1.141 nas 24 horas que antecederam o balanço divulgado na noite desta quinta-feira (25) pelo Ministério da Saúde. De acordo com a Universidade Johns Hopkins, esta semana o Brasil ultrapassou os Estados Unidos e se tornou o país com maior número de pessoas recuperadas de Covid-19 no mundo. Há um mês, o país é também o líder mundial em novos casos confirmados e em mortes causadas pela doença. E o Ministério da Defesa fez um balanço dos primeiros três meses de ações das Forças Armadas no combate à pandemia. O Laboratório Químico-Farmacêutico do Exército produziu quase três milhões de doses de cloroquina. Foram um milhão para o Ministério da Saúde distribuir aos estados e municípios, e 1,8 milhão de comprimidos estão no estoque do Exército. De acordo com o ministro da Defesa, Fernando Azevedo, a produção aumentou devido ao novo coronavírus, mas a cloroquina já seria fabricada, porque a substância é usada também contra a malária e doenças reumatológicas. O ministro acrescentou que, por enquanto, a fabricação de cloroquina pelo Exército está parada, mas pode ser retomada. A decisão depende do Ministério da Saúde. Durante o balanço das ações, Fernando Azevedo detalhou como a Operação Covid-19 ajuda os estados. Marinha, Exército e Aeronáutica chegaram a empregar 34 mil militares no enfrentamento à Covid-19. É um efetivo maior do que o utilizado pela Força Expedicionária Brasileira na Segunda Guerra Mundial. Foram mais de 2.600 ações de descontaminação de espaços públicos e 16 mil toneladas de material de saúde transportados. Os militares também entregaram mais de 570 mil kits de alimentação e fizeram 19 mil doações de sangue.

Nenhum comentário:

Postar um comentário